fotoComo disse Picasso, a pintura nunca é prosa. É poesia que se escreve com versos de rima plástica; claro que pela mão de quem respira arte.

DSC06925Somos quem podemos ser … sonhos que podemos ter …

DSC06809E faz nossos relógios caminharem lentos.

DSC06805Tudo principia na própria pessoa, vai como criança que não teme o tempo.

DSC06818Jogo do trabalho na dança, como se fora brincadeira de roda.

DSC06834O que sempre fui, um rio fluindo.

DSC06867Caminho por uma rua que passa por vários países, por vários planetas e por várias galaxias.

DSC06906Sede insaciável não sei de que.

DSC06820As vezes me pinto nuvem as vezes me pinto árvore.

DSC06856Vou…  Não faço tréguas, vagando em verso, da lua cheia eu sei …

DSC06869Jaboticaba seu olhar noturno.

DSC06871Pois de tudo fica um pouco.

DSC06893Viajar pelas veredas do céu.

DSC06905Para noites de eterno luar.

Um pouco de cada coisa, uma coisa de cada lugar.

DSC06870Por lembranças eternas de pessoas feitas para sempre lembrar.

DSC06850Para  brincar com liberdade nunca prender passarinhos.

DSC06835Para voar não é necessário ter asas.

DSC06866Letras de livros que contam histórias e abrem muitas portas.

* Fotografia Viviane Marques Terence

5 Comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s